O mundo dá voltas, nada melhor que um docinho para acompanhar

Barrinha de morango com cobertura de crumble

Se há 7 anos atrás me dissessem que eu ficaria feliz ao ganhar um utensílio doméstico, eu daria risada. Ou até mesmo ficaria brava. Se me contassem que eu saberia Cobol e Assembler, falaria que a pessoa estaria maluca. E eu nunca imaginaria que um dia faria meu próprio iogurte e extrato de baunilha, por mais fácil que seja. Mas essa é a minha realidade hoje.

Estou adorando loucamente o mixer que ganhei de dia dos namorados, pensando no que fazer com o segundo pote de morangos frescos que minha mãe trouxe da feira e procurando receitas e mais receitas para fazer.

O mundo realmente dá voltas.

Barrinha de morango com cobertura de crumble
(do site Technicolor Kitchen)

Ingredientes:

Base:

  • 52 gramas de açúcar refinado
  • 150 gramas de farinha de trigo refinado
  • ½ colher (chá) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1 ovo, levemente batido com um garfo
  • 67 gramas de manteiga sem sal, derretida

Recheio de morango:

  • 300 gramas de morangos, sem os cabinhos e em cubinhos
  • 75 gramas de açúcar refinado
  • 1 colher (chá) de extrato de baunilha

Cobertura de crumble:

  • 150 gramas de farinha de trigo, peneirada
  • 52 gramasde açúcar refinado
  • 100 gramas de manteiga sem sal gelada e picada
Preparo:
  1. Pré-aquecer o forno a 180°C. Untar com manteiga uma forma quadrada de 20 cm, colocar alumínio e untar o alumínio também
  2. Peneirar e misturar os pós:  farinha, açúcar, fermento e sal. Misturar o ovo batido e depois a manteiga derretida
  3. Colocar essa mistura na forma preparada e espalhar a massa com as costas de uma colher, até cobrir todo o fundo da forma. Deixe para assar até dourar e firmar. Deixe esfriar e reserve.
  4. Enquanto a massa assa, prepare o recheio. Misture o morango picado com o açúcar e o extrato de baunilha. Reserve
  5. Para a cobertura, misture a farinha com o açúcar e depois, com as pontas do desdos, junte a manteiga em pedaços até formar uma farofa.
  6. Retire o recheio com uma escumadeira e coloque sobre a massa assada, espalhando o morango por toda a superfície. Tente retirar o máximo que puder de líquido dos morangos. E depois coloque a cobertura de crumble.
  7. Asse até dourar.
Ps: o líquido que sobra do morango é ótimo para se tomar junto com iogurte, se for caseiro melhor ainda.
Ps2: Se utilizar manteiga com sal, não coloque a pitada de sal.
Anúncios

Tardo, mas faço…

Sorte que minha resolução de ano foi voltar a correr e não atualizar esse blog com mais frequência. Apesar de não fazer nem uma coisa nem outra nos últimos tempos. Mas é claro que sempre há uma desculpinha na manga para explicar o motivo. A ausência dos treinos de corrida se deve a dor no joelho que ainda não melhorou. Muito pelo contrário, piorou. Agora pareço uma velha que sente mais dor quando esfria. Estou no segundo ortopedista e, pelo menos, mais confiante que esse descobrirá o motivo da dor e terei um tratamento adequado. A primeira ortopedista que eu fui, fuén! Não recomendo para ninguém, mesmo!

A falta de atualização do blog se dá por vários motivos. Preguiça, TCC que consumiu um tempo absurdo da minha vida e que consumirá ainda mais no próximo semestre, outras atribulações que foram aparecendo. E é claro que atualizar aqui sempre foi ficando para depois, depois, depois.. Procrastinar é comigo mesmo! Tem data de entrega? Então vai ficar para trás, com certeza! Mas uma hora eu faço: tcharan! 😀

O inverno resolveu aparecer com tudo essa semana e para combater o frio fui atrás de uma sopa. Escolhi sopa de lentilha, pelo simples motivo que tinha um saco de lentilha no armário. A receita é simples e rápida de fazer. Então quem quiser combater com uma sopa bem confort food, fica aí a dica:

Sopa de lentilha perfumada com limão

(do Panelinha)

Porção: 4 pessoas

Ingredientes

  • 250 gr de lentilha
  • 1,250 L de água
  • 1 batata média (coloquei 2 batatas médias, mas é porque eu queria mais cremosa)
  • 1 cebola media picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 colheres de suco de limão
  • fio de azeite

Preparo

  1.  Deixar a lentilha de molho (deixo por pelo menos 40 minutos para apressar o cozimento)
  2. Colocar a lentilha na água e deixar em fogo alto até ferver. Após ferver juntar a cebola e a batata, abaixar o fogo e cozinhar por aproximadamente 10 minutos
  3. Coloque o alho, tempere com sal e pimenta moída na hora. Pode colocar coentro e cominho para temperar também.
  4. Cozinhar por mais 20 minutos ou até que a batata e a lentilha esteja macias.
  5. Acrescentar o suco de limão e misturar. Retirar do fogo.
  6. Para deixar a sopa mais cremosa, pode-se bater a batata em um mixer ou liquidificador.Caso deseje a sopa mais cremosa, pode batê-la toda no liquidificador
  7. Quando servir, acrescente o azeite. Pode deixar feito antes e esquentar no momento que servir.
  8. Pode ser servido com um queijo ralado na hora. 

Resolução e suas consequências

Uma das resoluções que eu fiz para 2011 foi participar mais ativamente dos treinos de corrida. Tá, eu sei que estamos na primeira semana, mas consegui cumprir com o prometido por ora. Nessa semana fui duas vezes para a academia e duas vezes para o treino de corrida. No fim do ano passado, devido a correria das festas, eu parei de frequentar a academia e os treinos de corrida já tinham sido abandonados há muito mais tempo. Assim, essa montanha de exercício físico de uma vez só tinha que trazer alguma consequência: uma dor chata no meu joelho problemático.

Eu juro que gostaria muito de ir no treino de corrida amanhã, principalmente para ver a cara de espanto do treinador. Se ele já fez uma estardalhaço quando apareci em duas aulas consecutivas, imagina só o que ele fará quando for três treinos consecutivos. Ainda mais sendo sábado as 7:30 da manhã. Vai dar uma festa! Como uma tentativa de poder comparecer ao treino amanhã, resolvi poupar o joelho e não ir à academia hoje.

Sem ir para academia, resolvi uitlizar esse tempo para fazer algo que nunca havia tentado cozinhar antes (e também para utilizar um peito de frango que estava fazendo aniversário na geladeira). O prato escolhido foi: Esfihas!

Tinha achado uma receita um tempo atrás na internet e os elogios eram tantos que precisava fazer. Então mãos a obra massa. Confesso que demorei muito mais tempo do que esperava. Tive de desfiar o frango, refogar, fazer a masa, abrir, cortar, montar a esfiha, pincelar e só então ir ao forno. E eu nem me toquei que tinha de abrir a massa diversas vezes devido aos “restos” dos moldes anteriores (já contei que não existe um jeito rápido para abrir massas?).

Enfim, o que eu achei que ia ser para o café da tarde acabou ficando para a janta (pela minha mãe) ou café da manhã (por mim). Mas ficou bom e valeu a pena. Durante todo o processo, assisti a vários episódios de Gilmore Girls (um dos seriados mais menininha que conheço!) e o tempo passou rapidinho.

Esfiha de frango
Esfiha de frango e queijo

Ingredientes:

Massa:

  • 1 e 1/2 xícara de água morna
  • 1/2 xícara de óleo
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1/2 colher (sopa) sal
  • 1 colher (sopa) fermento biológico instantâneo (aquele para pão)
  • 600 gr de farinha (a receita pedia 500 gr, mas precisei colocar mais para atingir o ponto)

Recheio:

  • a escolher. Eu utilizei cebola refogada, frango desfiado, salsinha picada e pedaços de mussarela, mas pode utilizar o que tiver na geladeira.

Preparo

  1. Misturar o óleo, sal, açúcar e o fermento biológico.
  2. Juntar a água morna e misturar.
  3. Acrescentar, aos poucos, a farinha, misturando com as pontas dos dedos. Não é necessário sovar. Fiz a besteira de sovar e a massa encolhia na hora de abrir.
  4. Pré-aquecer o forno a 200oC.
  5. Abrir a massa, cortar, rechear, fechar e pincelar com um ovo batido.
  6. Assar por 30 minutos.

 

Cheesecake de baunilha

Há tempos namorado pede que eu faça cheesecake para ele, já que afinal de contas na nossa divisão culinária fiquei com o doce e ele com o salgado. Não que eu não faça comida salgada, mas fazer doce é bem mais legal. Para mim, existe um mundo muito maior a ser devastado no mundo dos doces do que no mundo salgado.

E hoje ao perguntar que doce ele queria que eu fizesse, de prontidão ele me responde: cheesecake. Enquanto estava no computador procurando por uma receita que me desse vontade de comer o doce, começou a passar o programa da Nigella na TV e hoje o tema foi chocolates. Ela fez diversos pratos com chocolates, inclusive um cheesecake de chocolate. Até pensei em fazer aquele que apareceu no programa, que estava com uma cara ótima, mas ele falou que queria com o creme branco e não de chocolate.

Então lá vou eu procurar uma receita que o apetecesse. Queria um bem simples e sem extravagâncias, afinal era o meu primeiro cheesecake. Fuça fuça e acho um que atende aos pedidos dele, exceto pela cobertura que era de blueberry (algo que eu não tenho em casa). Enfim resolvo mudar para uma cobertura mais simples e vira ganache. A massa é daquelas super simples: farofa de biscoito Maria/Maizena com manteiga. E me surpreendi com a facilidade de fazer o recheio também. É só bater tudo na batedeira.

Só que nem tudo são flores. A receita original pedia para pré-aquecer o forno a 350 degrees. E eu ao ver o 350 degrees nem me toquei que era Fahrenheit e não Celsius. Quando me toquei do erro saí correndo para abaixar o forno, mas o estrago já havia sido feito e a massa embaixo deu uma queimada, além de tudo ter ficado mais dourado que deveria. Pelo menos eu tinha certeza que o recheio estava firme e que nada vazaria ao desenformar.

O que importa é que não ficou com gosto de queimado e o doce foi aprovado. Aliás, namorado já disse que cheesecake será o bolo de aniversário dele de todos os anos. É algo simples e dá para variar bastante. Aprovei a idéia

Cheesecake de baunilha

Cheesecake de baunilha

Ingredientes

Massa:
  • 1 pacote de biscoito Maria/Maizena
  • 3 colheres de manteiga derretida
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha

Recheio:

  • 300 gramas de cream cheese
  • 3/4 copo de açúcar
  • 2 ovos inteiros
  • 1/4 copo de sour cream (usei iorgurte)

Cobertura:

  • 170 gr de chocolate meio amargo
  • 3/4 copo de creme de leite fresco
  • 3 colheres de chá de manteiga

Preparo:

  1. Aquecer o forno a 170 graus Celsius.
  2. Para a massa, moer os biscoitos e misturar com a manteiga amolecida e a baunilha. Colocar numa forma de fundo removível, pressionado bem a farinha no fundo da forma.
  3. Para o recheio, bater o cream cheese com açúcar na batedeira. Adicionar os ovos um a um, batendo após cada adição. Colocar o sour cream (iogurte) e misturar novamente. Colocar essa mistura sobre a massa e deixar no forno por uma hora.
  4. Para a cobertura, derreter o chocolate em banho maria. Aquecer o creme de leite e adicionar o chocolate derretido. Retire do fogo e adicione a manteiga. Mexa até que esteja bem incorporada. Deixe descansar até firmar o suficiente para espalhar o ganache no doce (1 hora temperatura ambiente ou 30 minutos na geladeira). Espalhe sobre o doce.
  5. Deixar o doce esfriar na geladeira por pelo menos 2 horas – ideal que seja por várias horas.

Comidinhas

Pan de Mie

Sempre que dá aproveito para cozinhar. E aproveitando minhas férias “longas” (ironia), hoje foi um dia desses. Resolvi fazer pão, mais precisamente um Pan de Mie. Insistindo mais uma vez em fazer pão, já que todas as minhas tentativas anteriores falharam. Enquanto o pão crescia, aproveitei o tempo para fazer muffin. Afinal eu tinha que estrear a minha forma de muffin! E o resultado não poderia ser melhor: muffins leves e aerados. Além de deliciosos.

E  o pão não poderia ser mais simples e rápido a ser feito, pelo menos rápido para um pão. Muito diferentes dos pães que tentei fazer antes. Poucos minutos no forno e a casa cheirando pão. Uma das coisas que aumenta a minha vontade de cozinhar é o cheiro delicioso que espalha pela casa durante o preparo do prato. Ah, isso abre meu apetite… E como abre.

Para acompanhar o pão, fiz um molho pesto com manjericão fresco, colhido na hora no quintal. E foi feito no pilão que ganhei de namorado de Dia das Crianças.. rs É brincadeira, ele não me dá presente de Dia das Crianças, mas como ganhei na segunda, falo que é presente de Dia das Crianças. E confesso que esse foi o melhor molho pesto que eu fiz. Não sei se o manjericão fresco influenciou ou se foi o pilão. Mas o treco ficou bom viu.

Com molho pesto

Hoje foi uma dia ótimo para se cozinhar. E isso me anima para fazer mais coisa. Já escolhendo os próximos pratos!

100 coisas sobre mim

1 – Sou formada em Zootecnia e graduanda em Ciência da Computação
2 – Tenho duas labs: Leka e Lana
3 – Adoro livros e não me incomodo de ler no computador, mas minha concentração é menor quando leio no computador
4 – Era uma boa aluna no colégio, já na faculdade nem tanto.
5 – Sou viciada em seriados e filmes. Apesar que ultimamente não tenho gostado dos finais dos filmes. Sempre tenho a impressão que poderia ter sido melhor
6 – Tenho um IMC de quase 17, um dia chego no 18 e viro uma pessoa normal. Mas mesmo assim tenho complexo com a minha barriga
7 – Detesto comprar calça, nunca acho do meu tamanho
8 – Comecei a me interessar por maquiagem há pouco tempo
9 – Adoro dirigir, principalmente na estrada
10 – Detesto programas de trote que passam no rádio
11 – Adoro cozinhar, apesar de quase não ir para a cozinha
12 – Adoro ver receitas quando estou com fome
13 – Prefiro fazer doces, apesar de não ser chegada em doces
14 – Adoro ir em restaurantes diferentes, principalmete para conhecer comidas diferentes
15 – Nunca viajei para o exterior
16 – Meu livro favorito é Pollyanna e adepta do “pelo menos”. Para quem não conhece a história, leia. Vale a pena
17 – Detesto política
18 – Controlo meus gastos para evitar surpresas no fim do mês
19 – Faço academia há 3 anos e ainda não gosto de malhar
20 – Tenho escoliose e tendinite
21 – Trabalho melhor ouvindo música
22 – Tenho vergonha de cantar na frente dos outros
23 – Tenho mania de organização
24 – Preciso de rotina na minha vida
25 – Invisto em renda fixa e variável
26 – Tenho alergia colinérgica e alergia a meia-fina. Bizarro né?
27 – Não consigo dormir com som ou luz no ambiente
28 – Tenho bruxismo, mas não sei qual a causa
29 – Uso óculos, mas dificilmente alguém me vê usando
30 – Morei durante 5 anos em Botucatu
31 – Não acordo mais cedo para tomar banho, mas não importa a hora que eu chego, tenho que tomar banho antes de ir dormir. Detalhe: tenho de lavar o cabelo, não importa a hora
32 – Bebo cerveja, apesar de não gostar muito do sabor
33 – Fiz aula de piano clássico, mas atualmente não sei se consigo tocar mais
34 – Falo demais quando estou nervosa
35 – Gostaria de saber contar piadas
36 – Não sou uma pesssoa bem humorada ao acordar
37 – Minha coordenação motora não é das melhores
38 – Já desmaiei algumas vezes
39 – Quero aprender a tirar fotos decentes e utilizar aquelas máquinas com ajustes manuais
40 – Adoro jogos de lógica
41 – Não fico morena, fico vermelha após tomar sol
42 – Sei fazer crochê, mas não tricô
43 – Prefiro Burger King do que McDonald’s
44 – Sempre aperto o meio do tubo da pasta de dente.
45 – Nunca quebrei nenhum osso, apenas tive torções
46 – Nunca tive gatos
47 – Não me importo de ouvir a mesma música diversas vezes seguidas quando realmente gosto dela
48 – Desacostumei a assistir seriado com comerciais
49 – Durmo em torno de 6 hrs por noite todos os dias
50 – Não bebo café normalmente, apenas quando realmente preciso ficar acordada
51 – Sou descendente de japoneses, mas não sei falar japonês nem preparar comida japonesa. Uma vergonha, eu sei
52 – Não consigo usar bolsa pequena e ultimamente nem carteira pequena. É tanta papelada lá dentro. Dinheiro que é bom, necas
53 – Ironia, sarcasticidade, mal humor e impaciência são minha marca registrada
54 – Converso comigo mesma (sim, com perguntas e respostas também!) e em inglês, mas não, meu inglês não é muito bom
55 – Tenho problemas em guardar assuntos importantes na memória, mas cultura inútil é comigo mesmo
56 – Já usei lente de contato. Tive de parar por conta de uma úlcera em um dos olhos
57 – Apesar da minha mania de organização, essa lista não está organizada de maneira alguma
58 – Sou péssima para cuidar de plantar, já animais sobrevivem na minha mão
59 – Não sei lidar com crianças, mas por algum motivo desconhecido elas gostam de mim
60 – Aprendi que faculdade te ensina um monte de coisa que você nunca utilizará na vida profissional
61 – Gosto de comidas que muita gente não gosta, como rabada, dobradinha, fígado, língua e coração bovina e jaca
62 – Suco de melância é meu suco predileto e eu adoro Fanta Uva. Fiquei super contente quando voltaram a produzir
63 – Não como carne de porco, exceto na feijoada ou a costela do Outback
64 – Adoro gadgets, principalmente celulares
65 – Sou uma pessoa extremamente friorenta
66 – Vivo exagerando na comida e depois tento compensar na academia
67 – Tem dias que gosto do meu cabelo, mas de maneira geral gostaria que fosse diferente
68 – Sou desastrada e estabanada, e vivo sujando a roupa quando como
69 – Gosto de estalar os dedos
70 – Tenho ciúmes das minhas coisas e por isso não gosto muito de emprestá-las. Outras pessoas nunca têm o mesmo cuidado que eu
71 – Meu despertador é meu celular e acordo ouvindo música
72 – Queria aprender a tocar saxofone
73 – Não tenho férias de fato há 3 anos
74 – Arranquei todos os meus dentes do siso. Sou uma pessoa sem juízo
75 – Tenho o 2º dedo do pé (aquele que fica ao lado do dedão) mais comprido que o dedão. Sou uma pessoa mandona por isso?
76 – Sou noturna. Passou das 22 hrs perco totalmente o sono e ele só volta lá pela meia noite e tantas
77 – Esqueço datas, não lembro o nome das pessoas, não consigo ligar a pessoa ao nome. Imagine o quanto sofri de trote na faculdade por causa disso. E hoje é meu namorado que me lembra das nossas comemorações
78 – Como uma boa ariana, sou altamente competitiva
79 – Não sei pintar minha unha direito, principalmente a dos pés
80 – Internet foi uma das melhores invenções dos últimos tempos
81 – Adoro cheiro de grama molhada. Tem coisa melhor que cheiro de chuva?
82 – Não sou fã de esportes e não acompanho nada, nem Olimpíadas nem qualquer evento esportivo
83 – Nunca fiz bolo de caixinha. Aliás, acho que nunca fiz bolo nenhum na vida
84 – Antes eu não chorava em filmes, agora sou a mais manteiga derretida. Choro até em desenho
85 – Tenho uns sonhos muito estranhos e muitas vezes trago os sentimentos do sonho para a vida real
86 – Fiz aulas de japonês durante anos, mas hoje não lembro de quase nada
87 – Tenho um cuidado especial pelo meu carro, e o considero como minha segunda casa
88 – Adoro guardar tudo quanto é coisa e de tempos em tempos tenho que fazer uma limpeza nas coisas. Resultado: jogo um monte de coisa fora
89 – Gostaria que meu cílios fossem curvados e eu não precisasse mais usar curvex
90 – Vivo procrastinando um monte de coisa e depois tenho de varar a noite para deixar tudo pronto
91 – Separo a roupa do dia seguinte na noite anterior
92 – Não gosto de roupa estampada, minhas peças geralmente são todas lisas
93 – Não sei se tenho labirintite ou algo parecido, mas passo mal se sento de costas para o sentido que estou indo, por exemplo em trem. Máximo de lado, mas de preferência tem que ser de frente para o sentido do meio de transporte
94 – Não gosto de rede, passo mal com o balançar dela
95 – Não tenho secador de cabelo. Preciso comprar urgente, mas sempre aparece outra coisa mais importante para comprar e acabo postergando
96 – Detesto vendedores de loja que ficam te seguindo enquanto está vendo vitrine. Saio da loja e desisto da compra
97 – Tenho compulsão em comprar livros. Tem uma pilha enorme para ser lida e continuo comprando mais
98 – Gosto de video-game, mas não jogo muito. Fico com a impressão que é um tempo perdido e poderia fazer algo bem mais útil nesse tempo
99 – Gostaria de ser mais paciente, calma, menos ansiosa, mehor memória e ter mais concentração. Como faz?
100 – Muito difícil fazer uma lista assim. Fiquei sem idéias várias vezes. Parabéns por ter chego até aqui! Achei que ninguém fosse ler até o final.

Volta à academia

Essa semana voltei de vez à academia. Ou pelo menos achava isso. Minhas idas à academia estão sendo intercaladas por programas gastronômicos.

Segunda não fui malhar porque era dia da cólica. E ninguém merece fazer exercício com cólica e riscos de vazar. Já na terça fui à academia. Quarta teve happy hour com o pessoal do projeto e acabei ficando até mais tarde do que esperava. Quando vi não dava mais tempo de chegar até a academia e treinar. Hoje (quinta) consegui ir para a academia e fiz completinho: treino de musculação e uma atividade aeróbica (no caso foi power jump). E amanhã terá outro happy hour com outro pessoa da empresa e vamos comer costela. Alguém quer acompanhar?

Quer um pedaço?
Quer um pedaço?